Treinamento com o peso do corpo: hein?!

22 Apr 2018

 

Conhecido oficialmente pelos educadores físicos como treino de calestania, o treino com o peso corporal é um ótimo recurso para quem quer treinar de forma livre e natural sem depender dos aparelhos. Além disso, trata-se de uma boa opção para quem tem pouco tempo para os exercícios, mas busca manter a qualidade de vida em dia. Interessou né?

 

Para os iniciantes de plantão, esse tipo de treino gera bastante resistência e pode seguir todos os parâmetros, ou seja, você pode fazer uma combinação de isometria (exercício parado) com movimento. Quer um, exemplo? Você pode fazer flexão de braço com pausas em cima e no meio, com pausas de cinco segundos cada, desce e volta ao meio com pico de contração de dois segundos. Respira! Esse ritmo desenvolve estímulos diferentes, dificultando o movimento e, automaticamente, gerando mais energia e resistência, ou seja, tudo isso vai depender da sua disposição.

 

Ao utilizar o peso do próprio corpo vale a pena considerar uma quantidade maior de movimentos por conta do tipo de exercício e para que se tornem desafiadores e eficientes. A ideia é pensar mais no volume total do treino do que no volume de cada exercício. Por exemplo, se na academia você consegue aumentar o desafio do treino modificando a carga dos exercícios, com movimentos que utilizam somente o peso corporal, isso não é possível. Então a solução é pensar na variação de dificuldade.

 

Agora, vamos ao que interessa! Primeiro, invista em exercícios mais simples e, com o passar do tempo, procure movimentos mais complicados. Se você consegue fazer 20 repetições na flexão de braço, então essa deve ser sua opção – e não fazer apenas 10 porque é o convencional. Vamos supor que você está iniciando seus treinamentos hoje. O que você poderia fazer? Comece selecionando um ou dois exercícios para cada grupamento no nível, entre: abdominal reto, ponte inversa, agachamento isométrico na parede, extensão lombar, flexão de braço com joelhos apoiados ou flexão fechada com joelhos apoiados.

 

Faça um treino de corpo todo com esses movimentos selecionados três vezes por semana. Depois que os exercícios passarem a ficar fáceis, evolua para movimentos mais difíceis, mantendo a estrutura do treino. Após mais esse estágio ser superado, você já pode considerar mudar a estrutura do treino. Ou seja, vem no seu ritmo e bora suar!

 

Fonte: El Hombre

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Please reload

Últimas

Please reload

Mais do que o treino