Saiba quais exames auxiliam no diagnóstico de câncer de próstata

24 Nov 2017

 

 


Os exames de próstata mais comuns para detectar alterações, como inflamação ou indícios de câncer, são o de sangue do PSA e o de toque retal. Normalmente, eles devem ser realizados uma vez por ano a partir dos 50 anos de idade, mas quando há histórico de câncer na família, a prevenção deve ser feita a partir dos 45 anos. No caso de pacientes que já tiveram câncer, o exame deve ser realizado anualmente, independente da idade. 

O PSA (sigla que significa Prostate-Specific Antigens - antígenos específicos da próstata, em português) é feito a partir de um exame de sangue comum que avalia o hormônio PSA, que tem como resultados normais valores menores do que 4 ng/ml. Assim, quando esse valor está aumentado, pode indicar problemas como inflamação, presença de bactérias na próstata ou um tumor cancerígeno.

Já o exame do toque, feito para avaliar o tamanho da próstata (que fica maior e mais dura quando inflamada), é realizado por um urologista ou proctologista e demora cerca de um minuto. Não é necessário realizar nenhuma preparação para o exame - porém, para facilitar a realização, o médico pode indicar um laxante para limpar o intestino. Alguns outros exames, como ultrassonografia ou fluxometria, também são aliados do diagnóstico, mas geralmente são pedidos apenas em casos de suspeita do câncer. E você, já fez seus exames preventivos?

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Please reload

Últimas

Please reload

Mais do que o treino